Após 20 meses, CIS comemora resultados após pior estiagem desde 1961 e anuncia novas obras - CIS
16721
post-template-default,single,single-post,postid-16721,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Após 20 meses, CIS comemora resultados após pior estiagem desde 1961 e anuncia novas obras

Autarquia evitou racionamento com a maior frente de ações em saneamento dos últimos 20 anos. Foco agora é investir em novas captações e construir adutoras e reservatórios.

No dia 02 de outubro a CIS – Companhia Ituana de Saneamento completará 20 meses de atuação. E ao assumir a gestão da água do município, a autarquia e a Prefeitura de Itu sabiam que o desafio era grande por conta do abandono encontrado. A falta de manutenção e dos investimentos necessários em saneamento prejudicou o abastecimento de água em Itu. Em 2014, por exemplo, a população sofreu com o racionamento de água durante mais de nove meses e não tinha qualquer informação sobre a situação. Hoje o cenário é outro. A companhia fez grandes investimentos e evitou o racionamento neste que foi o ano mais seco desde 1961. “Nos últimos 20 meses, instauramos a medição de vazão mensal e a elaboração de relatórios semanais de nível dos reservatórios, reativamos captações de água na bacia do São José e poços da Fazenda Tietê e acionamos a captação de água do ribeirão Mombaça que atualmente trabalha com a captação de água de 280 litros por segundo. Também ativamos 10 poços que garantiram mais cinco milhões de litros de água por dia na rede da cidade para abastecimento da região central e do Pirapitingui”, explica o superintendente da CIS, Vincent Menu, que também classificou as ações de comunicação e a campanha sobre consumo consciente de água como fundamentais para superar este período de estiagem sem interrupções no abastecimento da população.
E o trabalho da autarquia continua. De acordo com Menu, a construção do novo reservatório de água tratada com capacidade para três milhões de litros na Estação de Tratamento do Rancho Grande e o desassoreamento da Bacia do Gomes serão concluídos este ano. “Também vamos investir em novas captações de água, em especial para o Distrito do Pirapitingui. Também já temos projetos prontos para construção de novas adutoras e reservatórios, incluindo um projeto especial para o bairro Vila Ianni, que enfrenta problemas críticos e nunca deram a atenção necessária”, pontua o superintendente da CIS.
Para o prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, as ações feitas com agilidade e transparência foram fundamentais para o sucesso da gestão da CIS. “No meu governo, trabalhamos muito e hoje tenho orgulho de divulgar cada obra, cada investimento feito e cada trabalho realizado. Afinal, mesmo em um ano que registrou 25% menos chuvas do que em 2014, conseguimos descartar o racionamento. Um marco histórico para a população de Itu. Resultado de uma gestão eficiente da CIS em prol do abastecimento de água na cidade”, destaca Gazzola.