Barragens de captação de água operam com 97% de capacidade em Itu - CIS
17704
post-template-default,single,single-post,postid-17704,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive
 

Barragens de captação de água operam com 97% de capacidade em Itu

Mesmo entrando no período de estiagem, trabalho realizado pela Companhia Ituana de Saneamento garante segurança hídrica para abastecimento da população. 

Medições realizadas na última semana pela CIS – Companhia Ituana de Saneamento apontam que o nível de água dos mananciais que abastecem Itu está em 97%. Apesar de não registrar chuvas significativas há 49 dias, com a chegada do período de estiagem, o trabalho da autarquia tem garantido segurança hídrica para distribuição de água para população. As Bacias São Miguel e São Miguel/Varejão, que abastecem a região do Pirapitingui, operam com 100% de capacidade. No abastecimento da região central, atuam as bacias do São José, Braiaiá e Taquaral, que operam com 100% de capacidade. Apenas as represas do Gomes e Itaim não operam com nível máximo e atingiram 90% de suas capacidades.

“A região central ainda conta com o suporte do Sistema Mombaça. A captação é perene e garante 280 litros de água por segundo para tratamento e distribuição. E ainda neste primeiro semestre vamos inaugurar o Sistema Pirajibu, que vai levar 117 litros de água por segundo para suprir a região do Pirapitingui”, explica o superintendente da CIS, Vincent Menu. “Desde que assumimos a gestão da água em 2017, trabalhamos para alcançar segurança hídrica para Itu. Grandes obras como Sistemas Mombaça e Pirajibu, desassoreamentos inéditos de represas e maior reservatório de água de Itu garantiram a passagem de estiagens severas sem um dia de racionamento”, pontua. 

Monitoramento semanal

O trabalho de monitoramento do comportamento das bacias hidrográficas de Itu, por meio das vazões dos cursos d´água e dos níveis de reservatórios, é fundamental para a CIS. Semanalmente técnicos da autarquia analisam cada manancial para implementação de ações preventivas. Além disso, a companhia intensificou investimentos na manutenção de suas represas e captações, garantindo abastecimento dos imóveis ituanos.

“A distribuição constante de água na torneira dos ituanos é uma realidade. Esta conquista não pode ser apagada. O fantasma de gestões passadas foi superado e hoje – mesmo entrando em novo período de seca – operamos com quase 100% da capacidade de nossos mananciais”, comemora Menu, que também pede empenho da população na promoção do consumo consciente. “Economizar água é um dever de todos. Por meio do uso inteligente da água é possível reduzir a conta e também preservar nossos mananciais. Estamos fazendo a nossa parte, esperamos que a população também faça a sua”, conclui o superintendente da CIS.