CIS apresenta maior projeto de ampliação da ETA Rancho Grande da história de Itu - CIS
17903
post-template-default,single,single-post,postid-17903,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.2,vc_responsive
 

CIS apresenta maior projeto de ampliação da ETA Rancho Grande da história de Itu

Desde o início de 2020, a CIS – Companhia Ituana de Saneamento executou reforma da Estação de Tratamento de Água localizada no bairro Rancho Grande. Com melhorias de infraestrutura e pintura, o local agora está preparado para receber a maior ampliação de sua história. O projeto – já pronto – contempla a construção de um novo reservatório de água, com capacidade para três milhões de litros; novos decantadores e reforma total do atual sistema de tratamento. A autarquia ainda vai instalar quatro filtros novos e uma nova entrada da água bruta que vem de seis mananciais: Mombaça, Pau D´Alho, Braiaiá, São José, Fubaleiro e Gomes. Ainda está prevista a reforma do sistema de reaproveitamento de água de lavagem de decantadores e filtros, para redução de perdas.

De acordo com o superintendente da CIS, Vincent Menu, a primeira etapa da ampliação da Estação de Tratamento de Água do Rancho Grande será iniciada em 2021 com a construção dos novos filtros. “Esta operação da CIS atende 120 mil pessoas e por isso ela é considerada a principal da cidade. Sua ampliação é mais uma obra pensando no crescimento de Itu e todas as etapas da obra serão cumpridas – assim como fizemos em todos os outros trabalhos já executados pela autarquia”.

Já o prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, explica que esta ampliação garante qualidade de vida destes milhares de munícipes, mesmo com novos empreendimentos que já estudam investir em Itu. “O trabalho para garantir água na torneira de todos vai continuar. Tenho orgulho em afirmar que Itu não vivenciou um só dia de racionamento durante a gestão da CIS”.

Obras Futuras
Além da ampliação da ETA Rancho Grande, a CIS também já planeja os investimentos para os próximos anos. Na região central, será construído um novo reservatório com capacidade para dois milhões de litros na Vila Mariah. No Pirapitingui, estão previstas melhorias da Estação de Tratamento de Água (ETA), a setorização de todos os bairros (controle sobre vazão e pressão em todas das ruas da região), nova Estação Elevatória de Água Bruta São Miguel, e a nova captação de água Cajuru, que vai ampliar as opções para abastecimento de água para os mais de 40 mil moradores desta área de nossa cidade. “O trabalho em gestão da água não pode parar. Não podemos retroceder e enfrentar novos racionamentos por conta de falta de planejamento. Água é um bem essencial e sempre será prioridade para todos nós”, finaliza Guilherme Gazzola.