CIS conclui nova Cabine Elétrica e amplia capacidade operacional da Estação de Tratamento de Água no Pirapitingui - CIS
17239
post-template-default,single,single-post,postid-17239,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
 

CIS conclui nova Cabine Elétrica e amplia capacidade operacional da Estação de Tratamento de Água no Pirapitingui

Com novas instalações construídas será possível aumentar a potência de bombas e o processo de tratamento da água será otimizado. O abastecimento da região também será favorecido, principalmente nas ruas mais altas.

A Companhia Ituana de Saneamento – CIS concluiu a nova Cabine Elétrica da Estação de Tratamento de Água que abastece a região do Pirapitingui. Sua capacidade foi aumentada de 75 kva para 500 kva.  As novas instalações – energizadas no dia 30 de julho – permitem a utilização de todos os equipamentos da ETA com plena capacidade, melhorando assim o processo de tratamento de água e o abastecimento do distrito, em especial nas ruas mais altas.

“Como a estação compartilhava energia elétrica com o Hospital Doutor Francisco Ribeiro Arantes, não conseguíamos operar todos os seus equipamentos. Com a adequação elétrica, após conclusão da cabine, vamos reduzir perdas no tratamento de água, otimizar todo este processo e, também, aumentar a pressão da água na rede de distribuição, garantindo o abastecimento até nas ruas mais altas do Pirapitingui”, explica o superintendente da CIS, Vincent Menu.

Segundo o dirigente da autarquia, mais melhorias serão feitas da ETA. Já está em andamento a construção de uma nova casa de bombas e os equipamentos devem ter substituídos por outros mais potentes. “A ideia é trocar as duas bombas de 25 cavalos de potência que utilizamos para encher os reservatórios por outras duas com 50 cavalos. Alteração possível por conta das novas instalações elétricas”, pontua Menu.  “Com muito trabalho, estamos melhorando de forma significativa a qualidade dos serviços prestados pela CIS no Pirapitingui”, conclui o superintendente da CIS.