Companhia Ituana de Saneamento abre duas frentes de obras para concluir Adutora Vila Ianni no primeiro semestre de 2020 - CIS
17673
post-template-default,single,single-post,postid-17673,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive
 

Companhia Ituana de Saneamento abre duas frentes de obras para concluir Adutora Vila Ianni no primeiro semestre de 2020

Autarquia acelera execução do projeto que vai resolver problema histórico de abastecimento na região. Mais de 20 mil pessoas serão beneficiadas.

As obras essenciais para a manutenção da qualidade de vida em nossa cidade não podem parar. E garantir água nas torneiras é um compromisso da Companhia Ituana de Saneamento – CIS. Por esta razão, a autarquia abriu duas frentes de obras para acelerar a conclusão da Adutora Vila Ianni. Serão 2,7 quilômetros de tubulações a partir do complexo de reservatórios Vila Rica, localizado na Vila Esperança. O local, que armazena quatro milhões de litros de água tratada, foi o ponto inicial deste trabalho inédito que irá resolver o problema histórico de abastecimento nos bairros Vila Ianni, Vila Mariah, Chácaras Primavera, Vila Progresso, Portal de Itu, Vila Bandeirantes, Jardim Padre Bento e Vila Padre Bento. Mais de 20 mil pessoas serão beneficiadas.

Neste momento, uma das frentes da obra está na rua Gabriel Leite de Carvalho, no bairro Nossa Senhora Aparecida. A outra frente segue na Vila Ianni, localizada na rua Monsenhor Paulo Florêncio da Silva Camargo. “A população que mora na região da Vila Ianni não pode esperar mais para ter água nas torneiras todos os dias. Por isso, estamos atuando em dois locais distintos para entregar a primeira etapa deste projeto ainda no primeiro semestre de 2020”, destaca o superintendente da CIS, Vincent Menu.

Ele explica que esta adutora já resolve o problema atual de distribuição e abastecimento de água da Vila Ianni e bairros da região. “Porém, estamos pensando no crescimento demográfico da cidade. Por isso, a partir do próximo ano daremos sequência às etapas 02 e 03 da obra, que contemplam a construção de um reservatório de água tratada com capacidade para dois milhões de litros e a instalação de uma bomba pressurizada de rede”, pontua Menu.

“Sabemos da luta atual contra a proliferação do coronavírus e, por isso, garantir água para as medidas de higiene é fundamental. Todos os todos os procedimentos de prevenção estão sendo adotados por nossos colaboradores”, finaliza o superintendente da CIS.