Companhia Ituana de Saneamento está renovando as tubulações antigas do centro de Itu e reformando uma das principais captações de água bruta da cidade - CIS
16837
post-template-default,single,single-post,postid-16837,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Companhia Ituana de Saneamento está renovando as tubulações antigas do centro de Itu e reformando uma das principais captações de água bruta da cidade

Autarquia já concluiu interligação de nova rede e obras do Recalque Fubaleiro. População será beneficiada com mais qualidade e pressão da água.

Quando assumiu a gestão dos serviços de saneamento da cidade em fevereiro de 2017, a CIS – Companhia Ituana de Saneamento encontrou um sistema falho e sem as manutenções necessárias para garantir o abastecimento da população. Por exemplo: com 408 anos, Itu ainda mantém boa parte de suas tubulações originais – principalmente no centro histórico. Já nas captações de água, existem equipamentos que nunca foram trocados. Ou seja, a autarquia tem entre seus desafios a renovação da rede de abastecimento de água e também a reforma dos antigos recalques – local onde a água bruta é coletada para tratamento e distribuição. Neste item, temos a captação do Fubaleiro – inaugurada na década de 60 e responsável pela entrega de 280 litros de água por segundo para abastecimento de Itu.

“Encontramos um sistema precário, sem manutenção, com redes e equipamentos extremamente ultrapassados. Elencamos algumas prioridades, como o aumento de captação de água para abastecimento da população”, explica o superintendente da CIS, Vincent Menu, referindo-se à inauguração do Sistema Mombaça em plena capacidade, à ativação de poços para ampliar o volume de água nas redes e também ao desassoreamento da represa do Gomes. “Concluída esta etapa, pudemos enfim olhar com mais atenção aos problemas de infraestrutura. Desde o início de outubro, construímos e interligamos uma nova rede no centro da cidade e reformamos o Fubaleiro”, destaca.

De acordo com Menu, centenas de munícipes serão beneficiados com mais qualidade e pressão de água nas torneiras com a nova rede já instaurada. Uma reivindicação antiga da população, agora atendida pela autarquia. Já no Fubaleiro, foram feitas a reforma da casa de bombas, o reforço de fundação, troca das estruturas hidráulicas da captação e melhorias nas adutoras. Esta obra que foi iniciada apenas após a inauguração do Mombaça, uma vez que o sistema possui também capacidade de captação também de 280 litros por segundo de água. “Até o ano passado, um mês com a captação do Fubaleiro parado significaria uma redução de 50% do abastecimento na cidade. Graças ao Mombaça operando em plena capacidade, conseguimos suprir o abastecimento de água durante este período sem maiores problemas no abastecimento”, destaca Menu. “ Também instalamos novos registros no centro da cidade e também próximo da Estação de Tratamento de Água do Rancho Grande. Desta forma, não serão mais necessárias paralisações tão abrangentes no município para mais obras”, conclui.

O prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, acompanhou de perto o andamento de cada obra e elogiou o trabalho feito pela CIS em Itu. “Estamos superando diversos desafios. Há quase dois anos encontramos redes sem manutenção e os Sistemas Mombaça e Fubaleiro abandonados, sem qualquer tipo de manutenção que garantisse o pleno funcionamento destas captações, e com o risco de colapso da estrutura civil na casa de bombas do Fubaleiro. Hoje, com o esforço e muito trabalho da equipe da CIS pudemos dar mais um passo para garantir o abastecimento da cidade” ressalta.