Companhia Ituana de Saneamento investe R$ 2,32 milhões na nova captação de água Pirajibu para o Pirapitingui - CIS
17272
post-template-default,single,single-post,postid-17272,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
 

Companhia Ituana de Saneamento investe R$ 2,32 milhões na nova captação de água Pirajibu para o Pirapitingui

Obras incluem construção de casa de bombas, cabine elétrica e conclusão de duas adutoras. A nova operação da CIS garante segurança hídrica para a região, mesmo em período de estiagem.

A Prefeitura da Estância Turística de Itu, após tratativas conjuntas com o Governo do Estado de São Paulo ao lado da CIS – Companhia Ituana de Saneamento, assina na próxima segunda-feira (30/09) contrato que libera recursos para instauração da nova captação de água Pirajibu. A nova operação atenderá toda a região do Pirapitingui, beneficiando cerca de 40 mil munícipes. A obra contempla construção de casa de bombas, cabine elétrica e conclusão de 2,2 quilômetros de duas adutoras, sendo uma tubulação para passagem de água bruta e outra para distribuição de água tratada. No total, serão investidos R$ 2.317.010,16 provenientes do Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista.

“Desde que assumiu a gestão do saneamento do município de Itu, em fevereiro de 2017, a CIS tem feito o maior investimento da história do Pirapitingui”, pontua o prefeito de Itu, Guilherme Gazzola. “A autarquia municipal está executando um pacote de obras inédito que inclui desassoreamento da represa do São Miguel, melhorias nas operações de tratamento e distribuição e ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto. Já a nova captação de água Pirajibu é a obra que faltava para resolver a questão da água na região”, destaca.

O superintendente da CIS, Vincent Menu, explica que a partir do novo manancial será possível captar até 117 litros por segundo de água para o abastecimento dos munícipes da região. “Por ser uma captação perene, agora o Pirapitingui terá a mesma segurança hídrica que o Sistema Mombaça trouxe para a região central de Itu”, salienta.

De acordo com Menu, as obras serão iniciadas em meados de outubro e devem ser concluídas em até seis meses.