Israel e Companhia Ituana de Saneamento debatem inovação tecnológica e possível parceria estratégica - CIS
18267
post-template-default,single,single-post,postid-18267,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.6.0,vc_responsive
 

Israel e Companhia Ituana de Saneamento debatem inovação tecnológica e possível parceria estratégica

Em encontro realizado na última quarta-feira (13/01) foi possível compartilhar projetos, sinergias e discutir como a tecnologia israelense pode trazer ganhos e melhorias para a CIS.

A aplicação de ideias inovadoras para melhorar o sistema de saneamento de Itu sempre esteve em pauta na CIS – Companhia Ituana de Saneamento. Esta foi a mote de um encontro realizado ontem (13/01) entre uma equipe representando o Ministério da Economia de Israel e representantes da autarquia em Itu (SP). Na ocasião, foi possível compartilhar projetos, sinergias e discutir como a tecnologia israelense pode trazer ganhos e melhorias para a CIS.

Participaram da reunião o Cônsul para Assuntos Econômicos de Israel, Itzack Reich; a responsável pelo setor de Águas nesta missão israelense, Lia von Glehn; o Superintendente da CIS, Vincent Menu; o Secretário de Governo e Casa Civil, Ricardo Giordani; e o Adjunto de Governo e Casa Civil, Henrique de Paula.

Menu destacou que um dos principais desafios da CIS para os próximos anos é a redução de perdas em todo o ciclo de captação, tratamento e distribuição de água. Nos próximos dias, a companhia irá instalar macromedidores em mananciais, reservatórios e tubulações, a fim de identificar em qual etapa e em quais regiões existem perdas mais significativas. “Israel possui grande expertise em tecnologias para a área de saneamento. Este encontro pode ser o início de uma parceria interessante. Foram abertas as portas para o contato com empresas que desenvolvem ferramentas que podem nos auxiliar neste desafio”, explica.

Além de debaterem a questão de redução de perdas, a reunião também abriu possibilidades para aplicação de tecnologias de ponta nas áreas de manutenção, distribuição e também tratamento de água e esgoto. “Essa missão israelense no Brasil busca coletar informações sobre nossas necessidades e apresentar, posteriormente, um leque de empresas e soluções que podem tornar nosso trabalho mais eficiente”, finaliza Menu.