Obra da Nova Represa Braiaiá deve durar 150 dias e reflete no abastecimento de três bairros em Itu - CIS
19569
post-template-default,single,single-post,postid-19569,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive
 

Obra da Nova Represa Braiaiá deve durar 150 dias e reflete no abastecimento de três bairros em Itu

Campos de Santo Antônio 1, Santa Laura (incluindo Residencial Primavera) e Villagios d´Itália terão intermitências no fornecimento de água. Distribuição é monitorada por 24h.

A CIS – Companhia Ituana de Saneamento segue com as obras para construção da Nova Represa Braiaiá. Após rompimento de barragem no manancial em janeiro deste ano, um novo projeto foi elaborado para triplicar a capacidade do armazenamento de água bruta da represa, que deve atingir mais de 40 milhões de litros. A Nova Represa Braiaiá contempla construção de uma nova barragem – com 1,5 metros a mais que o antigo barramento. E também, o desassoreamento da represa – que terá mais 2,5 metros de profundidade. A previsão de término desta obra é 150 dias.

Para execução desta obra importante, foi necessária a paralisação do sistema de poços que presta suporte para abastecimento dos bairros Campos de Santo Antônio 1, Santa Laura (incluindo Residencial Primavera) e Villagios d´Itália. Por esta razão, as localidades terão intermitências de abastecimento – contudo, não por mais de 24 horas. O Centro de Controle Operacional (CCO) da CIS monitora a distribuição de água na região diariamente. Soluções paliativas também são estudadas, para que o impacto de abastecimento seja o menor possível. “A execução de qualquer obra, mesmo dentro de nossas casas, gera desconforto. Contudo, o resultado final trará benefícios permanentes para o abastecimento de água para os ituanos”, pontua o superintendente da CIS, Reginaldo Santos.