Visita técnica às obras do Sistema Utu-Guaçu reúne Imprensa, autoridades e engenheiros de Itu - CIS
21850
post-template-default,single,single-post,postid-21850,single-format-standard,_masterslider,_ms_version_3.9.10,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-7.7,vc_responsive
 

Visita técnica às obras do Sistema Utu-Guaçu reúne Imprensa, autoridades e engenheiros de Itu

A terceira captação de água permanente do município construída pela CIS fornecerá 600 litros de água por segundo durante todo o ano.  

Hoje (04/07) representantes da imprensa, autoridades locais e engenheiros visitaram as obras do novo Sistema Utu-Guaçu em Itu, um projeto que transformará a gestão hídrica da cidade. A CIS – Companhia Ituana de Saneamento está finalizando a construção desta que será a terceira captação de água permanente do município, fornecendo 600 litros de água por segundo durante todo o ano.

O Sistema Utu-Guaçu conta com uma adutora de 22 quilômetros, que transportará a água da captação até a Estação de Tratamento de Água do Rancho Grande. Reginaldo Santos, superintendente da CIS, explicou que esta é a maior captação de água já construída na história de Itu. “Desde outubro de 2022, recebemos tubulações e materiais para dar início às obras do Sistema Utu-Guaçu. Com esta nova captação de água, vencemos desafios hídricos que sempre afligiram nossa cidade”, destacou Santos.

O prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, enfatizou mais uma vez a trajetória da CIS desde sua criação, no início de seu primeiro mandato. “Transformamos dificuldades em desafios e, destes, surgiram sucessos. Estamos prestes a vivenciar uma nova e diferente história da gestão hídrica da cidade, com o Sistema Utu-Guaçu marcando o nome de todos aqueles que trabalharam desta obra”, afirmou o prefeito.

Desde a fundação da CIS, em 2 de fevereiro de 2017, a prioridade tem sido investir em captações de água perenes, independentes da recarga de chuvas. Em 2018, foi inaugurado o Sistema Mombaça, fornecendo até 280 litros por segundo para a região central. Em 2020, o Sistema Pirajibu foi entregue, resolvendo os problemas de abastecimento no Pirapitingui com 117 litros por segundo. Com a integração do novo Sistema Utu-Guaçu, prevista para agosto de 2024, Itu terá sua demanda de água completamente atendida.

A visita técnica às obras do Sistema Utu-Guaçu marcou um momento significativo para a CIS, sempre de portas abertas mostrando o progresso e o compromisso com a melhoria contínua do abastecimento de água em Itu.