Assinada a Ordem de Serviço para construção da Barragem do Piraí - CIS
21160
post-template-default,single,single-post,postid-21160,single-format-standard,_masterslider,_ms_version_3.9.10,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-7.7,vc_responsive
 

Assinada a Ordem de Serviço para construção da Barragem do Piraí

O prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, ao lado dos outros líderes do CONIRPI, assinaram o documento que determina o início dos trabalhos no dia 1º de dezembro.

Foi realizada na tarde de hoje (23/11), reunião importante do CONIRPI – Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí que determinou o início das obras da Barragem do Piraí para o dia 1º de dezembro. O prefeito do Itu, Guilherme Gazzola, ao lado dos prefeitos de Salto, Laerte Sonsin; de Indaiatuba, Nilson Gaspar, e da vice-prefeita de Cabreúva, Noemi Medeiros Bernardes, assinaram a Ordem de Serviço que marca o início oficial dos trabalhos.

Também estiveram presentes no encontro o diretor de Avaliação de Impacto Ambiental da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Domenico Tremaroli; o ecologista, professor de Ciências e entusiasta do rio Tietê e da barragem, Francisco Antônio Moschini – o “Seu Chico”; o superintendente da CIS – Companhia Ituana de Saneamento, Reginaldo Santos; o secretário Municipal de Planejamento e Gestão de Projetos, Gilmar Dias Pereira; e os vereadores Normino da Rádio e Luisinho Silveira.

A Barragem do Piraí irá atender os municípios de Indaiatuba, Itu, Salto e Cabreúva. Após muitos anos de atraso, o trabalho conjunto dos atuais gestores municipais nos últimos seis anos permitiu que a obra tivesse seu início decretado.  

“No ano em que o CONIRPI completa 20 anos de luta para que a Barragem do Piraí saísse do papel, registramos este momento histórico para Itu e para todas as cidades que participam do consórcio. Nós estamos não apenas construindo o futuro, mas garantindo desenvolvimento da nossa região, com benefícios ambientais, econômicos e sociais a longo prazo. Fico feliz por ter participado ativamente dos trabalhos que permitiram, finalmente, o início das obras”, destaca Gazzola. “Agradeço a todos os prefeitos e especialmente ao seu Chico Moschini, que representa muito bem toda a resiliência desta história”.

Sobre a Barragem do Piraí

Na primeira etapa da Barragem do Piraí está prevista a construção do maciço de terra, vertedouro, escada de peixes, canal de dissipação e desvio, torre e a limpeza da área para garantir a reservação (até as proximidades da fazenda Piraí). Para a segunda etapa a estimativa é de iniciar a construção da adutora para Salto, estação de captação e adução e sistema de transposição de peixes, dique de contenção para a fazenda Piraí e travessia de Itu.

O Maciço será construído na divisa entre os Municípios de Salto e Itu, com altura de 15 metros, extensão de 415 metros, largura talude de 90 metros de base e sete metros de crista, um vertedouro labirinto e uma escada de peixes. A represa terá capacidade de reservação para 9,7 bilhões/litros de água, sua extensão é de 3,5 quilômetros com a largura média de 450 metros e profundidade de 15 metros.