Companhia Ituana de Saneamento inicia obras de ampliação e otimização do Sistema Mombaça - CIS
19361
post-template-default,single,single-post,postid-19361,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.7.0,vc_responsive
 

Companhia Ituana de Saneamento inicia obras de ampliação e otimização do Sistema Mombaça

Novas bombas e painéis elétricos foram adquiridos e transportados até o local da captação, que pode ter outorga ampliada para 700 litros de água por segundo em qualquer época do ano. Autarquia também participa de reuniões sobre a Barragem do Piraí.

Mesmo durante a estiagem, a CIS – Companhia Ituana de Saneamento manteve seu cronograma de obras em toda a cidade de Itu. Neste mês, a autarquia iniciou os trabalhos de ampliação e otimização do Sistema Mombaça. A primeira captação permanente de Itu – inaugurada pela companhia em 2018 – receberá bombas e painéis elétricos mais potentes e modernos. Com os novos equipamentos, e outras melhorias hidráulicas, será possível extrair mais água com menor tempo deste importante manancial. Ou seja, será acelerado o envio de água da captação até a ETA do Rancho Grande.

Atualmente o Sistema Mombaça supre quase 50% da demanda por água na região central de Itu (abastecida pelas ETAs Rancho Grande e Itaim). São extraídos até 250 litros de água por segundo desta captação. Contudo, a CIS já fez requisição para ampliar esta outorga para 700 litros de água por segundo junto às autoridades competentes.  O pedido está em análise.

“Em 2014, as represas responsáveis pelo abastecimento em Itu secaram. Foi necessário contar com o suporte e a boa vontade de outras regiões para envio de água para a população. Em 2021, temos o cenário diferente, pois temos o suporte do Sistema Mombaça – captação perene, mesmo diante a pior estiagem dos últimos 91 anos”, destaca o superintendente da CIS, Reginaldo Santos. “Com as obras de ampliação da ETA Rancho Grande, e maior respaldo do Mombaça, estaremos ainda mais preparados para os períodos de seca”.

Barragem do Piraí
A CIS e a Prefeitura de Itu seguem participando das assembleias realizadas pelo Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí (Conirpi) para tratar da construção da nova barragem do Rio Piraí, que beneficiará o abastecimento das cidades de Itu, Salto, Indaiatuba e Cabreúva. Este é um investimento de longo prazo, pois ainda existem trâmites legais e ambientais que precisam ser resolvidos. A nova barragem do Rio Piraí poderá fornecer até 180 litros de água por segundo para Itu, sem considerar o impacto de futuras estiagens. Sendo assim, será a terceira maior captação de Itu. A primeira é a do Sistema Mombaça, que fornece 250 litros de água por segundo em qualquer época do ano. A segunda maior captação é a do Fubaleiro, totalmente reformada pela CIS em 2020, que também fornece 250 litros de água por segundo para abastecimento. No entanto, esta bacia precisa da recarga de chuvas para manter a vazão.