Itu ocupa o segundo lugar no Município Verde Azul - CIS
21220
post-template-default,single,single-post,postid-21220,single-format-standard,_masterslider,_ms_version_3.9.7,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-7.5,vc_responsive
 

Itu ocupa o segundo lugar no Município Verde Azul

A cidade obteve pontuação histórica na premiação ambiental realizada pelo Governo do Estado de São Paulo

A cidade de Itu foi novamente premiada com a certificação do Programa Município Verde Azul e agora ocupa o segundo lugar no ranking dos municípios de 100 a 499 mil habitantes, registrando a pontuação histórica de 99 pontos. O prêmio foi recebido, nesta terça-feira (19/12), pela secretária municipal de Justiça, Maria Teresa Leis Di Ciero Oliviero, que atualmente responde também pela pasta de Meio Ambiente e Recursos Hidrícos de Itu. O evento contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas, e foi realizado no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.

Com aproximadamente 170 mil habitantes, Itu gabaritou nas categorias Governança Ambiental, Avanço na Sustentabilidade, Educação Ambiental, Uso do Solo, Gestão das Águas, Esgoto Coletado e Tratado, Resíduos Sólidos, Qualidade do Ar, Arborização Urbana, recebendo a pontuação nove, apenas na categoria Biodiversidade. Com esse desempenho positivo, Itu se destacou frente a grandes cidades como Santos (418 mil habitantes), Jundiaí (440 mil habitantes), Limeira (291 mil habitantes), entre outras.

Para o prefeito Guilherme, a posição ocupada só confirma o quanto à cidade vem investindo no Meio Ambiente. “Saber que Itu recebeu mais uma vez o prêmio e a certificação do Município Verde Azul, ainda mais com essa pontuação histórica, é ter certeza de que todo o trabalho que temos realizado tem valido à pena, que estamos no caminho certo quando decidimos investir em políticas públicas ambientais”, afirmou Gazzola.

Durante a cerimônia, o governador Tarcísio aproveitou para realizar a assinatura do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), que irá disponibilizar aos municípios paulistas cerca de R$ 226 milhões em contratos.

Ainda estiveram presentes a secretaria estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natália Resende, o subsecretário estadual da pasta, Jônatas Souza de Trindade, o presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), deputado André do Prado, além de outras autoridades estaduais e municipais.